Um longo caminho até a Austrália!

March 7, 2017

Viagem boa é aquela com histórias para contar (e isso nunca me falta).

 

Que a viagem é longa, eu já sabia!! Mas indo como “Staff” (quando você trabalha em uma companhia aérea) ela pode ficar muito maior.

Obs: “Staff” é o termo que nós, funcionários de companhia aérea, usamos quando usamos para o benefício que temos das famosas passagens que temos direito (e todo mundo sabe).

O lado bom: o preço é muito bom. Mais um lado bom é que além do lugar que você trabalha, você pode voar com as companhias aéreas parceiras. O lado ruim? Tudo sem reserva. Só embarca se sobrar lugar que não foi vendido (e isso, te juro, pode acabar com a sua viagem).

 

Voltando para as minhas férias. Não é muito fácil chegar na Austrália com esse benefício e eu fui aventureira. Além do trecho mais longo, quis usar para todos os trechos internos. Mas no primeiro trecho eu não tive nenhum problema!! Embarquei de primeira, escala em Aukland, pousei em Sydney. Sucesso!!! Mas a partir daí começou a minha saga.

 

 

Queria chegar em Melbourne. Tentei embarcar no 1º voo que eu tinha marcado... LOTADO. Remarquei para o próximo... LOTADO. A mulher do desk me disse o voo ideal para eu remarcar e lá fui eu... estava com uma previsão que eu embarcava. Mas adivinha? Um voo anterior atrasou e todo mundo mudou o horário para o voo que eu ia tentar. Quando olhei a fila me lembrei da minha situação em Bermudas... com a diferença que lá eu tinha pago MUITO caro. Ou seja, não embarquei no 3º que tentei (até a mulher do atendimento ficou triste por mim). O mais legal dessas horas do aperto... de não saber se embarca ou não são as pessoas que ficam junto com você. Rola uma cumplicidade no olhar... porque só quem está lá sabe o que é esse sentimento de “subir” ou “ficar no chão”. É uma ótima hora para fazer amigos.

 

Até que tive a grande ideia de tentar outra cia aérea e tinha que ser rápida, tinha pouco tempo para decidir (e claro, teria que pagar mais uma passagem). Abri meu celular, entrei no “sistema” e emiti um voo que tinha acabado de encerrar e tinha alguns lugares vagos. Mas o problema é que era em outro terminal. E lá saí eu correndo para conseguir chegar (essa é a vantagem de viajar com 1 mala pequena) e cheguei!! Fui no balcão já esperando a mulher dizer que lotou. Mas não, ela fez tudo, emitiu o cartão de embarque e lá fui eu... direto a Melbourne!!!!

 

Isso foi só o meu 1º dia na Austrália. Sobre os próximos dias?? Veja como foi:

Melbourne, Great Ocean Road, Arlie Beach, Brisbane, Byron Bay, Gold Coast e Sydney.

 

Ah, detalhe... com essas passagens também, rola uma economia... mas sempre contamos com o perrengue de ter que comprar uma passagem na hora de embarcar em alguns dos destinos... enfim, é quase uma LOTERIA!!! (e em um dos lugares tive que comprar... se não perdia tudo o que eu já tinha reservado)

 

Mas como eu disse no começo... uma viagem sem perrengues não tem graça!

 

Acompanhem a minha aventura na Austrália!

 

#porumavidasemrotina

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com