Cambará do Sul - Terra dos Cânions

June 26, 2019

 

 

Cambará do Sul é famosa pelos cânions e realmente são maravilhosos.

 

Saí do Vale dos Vinhedos para lá, são cerca de 2 horas de viagem – dica 1: carro é essencial.

Inicialmente estávamos com receio de alugar um carro mais simples e não dar certo nas estradas de lá, mas não tem erro é só ir com calma.

 

Nos hospedamos no Bolicho Gariroba, um lugar que super indico, são chalezinhos super descolados e um café da manhã delicioss.

 

 

 

Os cânions estão nos Parques Nacional dos Aparatos da Terra e da Serra.

 

“Junto à porção mais oriental da divisa dos estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, na região sul do Brasil, situam-se os Parques Nacionais de Aparados da Serra e Serra Geral, abrangendo uma área de aproximadamente 30.400 ha, distribuída ao longo dos contrafortes da região natural comumente denominada de Aparados da Serra, inserida na Formação Geológica Serra Geral – daí a origem do nome destas importantes unidades de conservação”.

(Link: http://www.icmbio.gov.br/parnaaparadosdaserra/guia-do-visitante.html)

 

Cânion Itaimbezinho – Parque Nacional Aparatos da Serra:

São duas trilhas pela beirada dos cânions do Vértice (fácil, cerca de 40min o passeio todos) e do Cotovelo (mais longa, com duração de cerca de 3hrs)

E ainda a trilha do Rio do Boi que vai pelo meio da fenda, essa é aconselhável guia e á algo bem mais difícil.

Obviamente fomos na trilha do Vértice, e o visual é lindo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na entrada do parque tem um centro de visitantes, banheiros, o local tem estrutura.

 

Cânion Fortaleza – Parque Nacional da Serra Geral:

Esse é mais complicada de chegar, cerca de 15km de estrada da cidade e mais 8km de estrada de terra.

Não há estrutura no local, sem banheiros, sem locais para comprar água, então vá com tudo.

A trilha principal é do Mirante, são cerca de 3km ida e volta, mas é fácil e vale a vista.

 

Ainda existe a trilha da Cachoeira do Tigre – 2 km (ida e volta) e trilha da Pedra do Segredo, que é seguindo a trilha anterior, mas não tive a oportunidade de fazer.

 

Fizemos os dois cânions em meio dia.

 

Nosso outro dia fechamos o passeio conhecido como Circuito da Águas (ou Rota das Águas ou Rota 4x4), esse sim só é possível com um carro 4x4. São cerca de 90km o passeio todo, com 3 paradas.

 

Primeiro a cachoeira dos Venâncios, são três pontos de visão diferentes.

 

Segunda parada é o Passo do “S”, o jeep atravessa o rio e os pontos em que é possível a passagem fazem um desenho de “S”, nos contaram que foi o gado local que  começou a fazer essa caminho. Mas, mais interessante que o rio é a cachoeira que está logo atrás, simplesmente maravilhosa.

 

A última parada é o Passo da Ilha, onde vemos o pôr do sol e novamente entramos com o jeep na água, é um local legal para entrar na água, mas como estava frio, ninguém se atreveu.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É um passeio bem interessante.

 

Existem outros passeios como cavalgada e bike, mas não tivemos tempos.

 

 

 

 

 

 

 

A cidade é bem pequena, então restaurantes lotam durante a noite, demoram.

 

 

Um jantar fizemos no Cantina Cambará – comida deliciosa, mas super demorada. Outro no La Cave – rodízio de fondue e ótimo custo-benefício.

 

Alguns restaurantes bem avaliados, mas não conhecemos: Parador Casa da Montanha, Restaurante do lago, A Taberna, Maquina do Tempo Pub.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com