48 horas no Vale dos Vinhedos - RS

June 25, 2019

 

 

Vou falar que essa viagem foi ótima para quebrar alguns preconceitos que eu tinha, sobre viajar para visitar vinícolas... até outro dia quando alguém me falava que iria para “Mendonza” na vinícolas eu pensava: “Puta viagem chata!”.

 

Agora após meus dois dias em Bento Gonçalves e região mudei minha visão, porém 2 a 3 dias no máximo, nesse tipo de viagem.

 

Para essa trip um carro alugado é essencial, roda-se muito, nem tudo é tão perto.

 

Me hospedei em Carlos Barbosa (no Ibis) e lá é de fácil acesso para Bento Gonçalves, Garibaldi...

 

Comecei meu dia (nem tão cedo) no Café Filó, lugar delicioso para café da manhã, também para lanches – vale a ida!

 

Nossa primeira vinícola foi a Don Laurindo - esquema R$ 60,00 a degustação, mas se comprar vinhos não há cobrança... Obvio que todo mundo sai com uma garrafinha.

Vinho mais famoso: Gran Reserva 2012

Eu diria que é uma vinícola mais “raiz”, estilo mais antigo, a degustação é rápida e em pé.

 

Segunda parada Almaúnica - ótimo lugar para a degustação, ainda te 3 tipos de degustação, com diferentes preços.

A entrada do local é linda, o local para degustar é moderno, se faz sentado, com uma vista linda, dá para passar a tarde toda lá.

Vinho mais famoso: Syrah

 

Demos uma voltinha pela Via dos Vinhedos e Via Trento, são lindas de se ver.

 

Terceira parada Casa Valduga.

Não fizemos visita, apenas andamos pelo local que é lindo e fizemos a degustação -  R$ 40,00 e você escolhe dentre centenas de rótulos, 5 tipos e leva a taça embora.

É um esquema para se fazer mais rápido num balcão, tem alta rotatividade.

PS: Eu amei o espumante Sur Lie, a grosso modo é um método bem diferente de produção em que as leveduras nao são retiradas e não tem açúcar.

Dentro da vinícola tem o famoso restaurante Maria Valduga.

 

Juro que depois de 3 degustações, meu único objetivo era cama.

 

Ainda tem aquela paradinha clássica no centro de Bento Gonçalves para ver a "fonte de vinho", pessoalmente?! Só vá para o centro se tiver tempo sobrando.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Na parte da noite fomos jantar no Primo Camillo, em Garilbaldi. Esse lugar definitivamente merece ser visitado.

Faz parte do circuito de “Pratos da Boa Lembrança”, os pratos são deliciosos e a sobremesa que fazer de “Sorvete de forno”, é maravilhosa.

OBS: os pratos são GIGANTES, a meia porção de risoto era uma panela cheia, então divida pratos!!!


Para o segundo dia, também tomamos café da manhã no café Filó (lá não tem tantos café e os que tem param de servir bem cedo). Até tentamos ir no famoso café em frente a vinícola Vallontano (não há visitação lá), mas nos disseram que estava cheio, mesmo com quase todas as mesas vazias.

 

Ao lado tem a Queijaria Valbrenta, mas é na realidade uma lojinha para comprar queijos, doces, etc.

 

Ainda no caminho há uma cervejaria, provamos a cerveja (mesmo não sendo o foco do lugar).

 

Visitamos a Caves de Pedra- é a mais linda, um castelo mesmo, é da Casa Valduga e seus vinhos ficam mais na região!

R$ 30,00 a visita com degustação ou R$ 50,00 e você leva a taça embora, é bem legal, explicam de tudo um pouco!


Antes da viagem eu já havia fechado o tour da Miolo.

Lá é bem voltado para o turismo, tem diversos tipos, diversos guias; fechamos o a VISITA D.O.V.V.,mais completa por R$60,00.

A vinícola obviamente é um monstro perto das demais, nessa visita eles nos enchem de informações e sinceramente, se eu não tivesse passado antes em outras, não entenderia quase nada.

Dica: deixe o tour da Miolo por último, ai conseguirá entender melhor todos os passos.

Melhor vinho: Rotulo 43

Lá fizeram o Miolo Wine Garden que o pessoal vai para comer, beber, vi de longe e parece bem interessante.

 

Penso que é legal visitar ao menos uma das grandes e uma das menores.

 

Além das que fomos existem inúmeras outras opções como: Aurora, Salton, Chandon, Geisse e por ai vai...

 

Alguns restaurantes famosos da região que não conheci: Valle Rústico, Mamma Gema, Osteria Della Colombina, Pizza Entre Vinhos e Hostaria Casacurta.

 

Saindo de Vale resolvemos dar uma volta pelos Caminhos de Pedra, é uma estradinha com diversas construções de pedra, como o nome diz, diversos restaurantes e cafés, se eu tivesse mais um dia, focaria lá, mas só vimos rapidinho e partimos para Cambará do Sul (roteiro no próximo post :)  ).

 

Minha dica final: é com certeza uma viagem para casais!!!!

 

PS: Obrigada Vizi pela ótima cia! <3

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


 


 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com