Roteiro em Cartagena

December 16, 2017

Patrimônio Histórico da Humanidade e conhecida não só pelas ilhas em volta, assim como a cidade das muralhas, onde dentro abriga lojas, restaurantes e hotéis. Para quem fica fora das muralhas, em Bocagrande, pode ficar de frente a praia e acordar com a mesma vista que eu acordei (mas não espere um mar bonito, porque não é… é a praia dos locais!).

 

 

Com uma temperatura média de 30ºC, o ano inteiro… aquele calor que combina perfeitamente com os passeios nas ilhas durante o dia: Islas del Rosario, Playa Blanca, Isla del Pirata, Cocoliso, Isla del Encanto e mais algumas outras espalhadas por lá:

 

DICA:

1. Não precisa reservar os passeios antes da viagem.

Um dia antes, vá até o porto de onde saem os barcos, e pesquise sobre os passeios e preços (e lembre-se, sempre negocie).

Isla del Rosario e Playa Blanca é possível fazer no mesmo dia. A Isla del Rosario pela manhã, um passeio rápido, com parada no Oceanario (onde tem um aquário) e mais uma parada pa ra snorkel (aproximadamente 40 minutos). Na hora do almoço segue para a Playa Blanca e fica lá até o final do dia.

3. Não faça o passeio de Playa Blanca no final de semana. Tente fazer de segunda a quarta. Como a Playa Blanca é a única praia que é possível chegar de carro também, de final de semana fica muito cheio.

 

Como chegar:

Via Bogotá de avião

Fomos de Viva Colômbia (low cost colombiana). Avianca e LATAM também chegam em Cartagena em voos diários

 

O que fazer?

 

Playa Blanca: como disse é uma das praias mais conhecidas de Cartagena. E a mais procurada.

Pode chegar de carro ou de barco (eu fui de barco).

Mas não espere uma praia calma. Pelo contrário, é cheia de gente e ambulantes!!

 

Isla del Encanto: o mar não é tao bonito, mas é um passeio para quem gosta de estrutura rústica. Você vai passar o dia inteiro em um lugar muito confortável.

 

 

Cocoliso: esse passeio é para quem gosta de conforto… e claro, o mar é lindo!! Mas a estrutura é de um Resort. Piscina, almoço, serviço na praia! Particularmente, foi o passeio que eu mais gostei.

 

Ah, dentro do hotel tem uma “Laguna” e dizem que ela é da juventude. Resolvemos ir até a lagoa… mas ao invés de entrarmos direto, ficamos tirando fotos!! Em um certo momento, fui “atacada” por um macaco!! Quase morri do coração… a Bel começou a pedir socorro; a Lu pulou na água; e eu fiquei cuidando das bolsas e não conseguia sair do lugar porque o macaco não parava de olhar na minha cara!! Depois que conseguimos voltar a civilização do hotel, descobrimos que ele era uma visita constante dentro do hotel (e não é que ele ficou o dia todo em volta da piscina?? E eu, claro, fiquei dentro da piscina o dia todo também).

 

Isla del Pirata: essa eu não fui!!! Mas conheço pessoas que estiveram lá. O que me disseram é que a estrutura é mínima; só tem um restaurante e a praia (que é quase particular porque quase não entram visitantes). Esse passeio é bom para quem não liga para estrutura e quer ficar em um lugar bem reservado.

 

Para se locomover na cidade… não é difícil. São cerca de 11km de muralhas e dentro das muralhas é possível fazer a pé (não caia nos contos dos taxis que querem vender um tour pelas muralhas). Para os deslocamentos mais longos, os táxis são a melhor opção (sem taxímetro). Em geral, as corridas em Cartagena ficam em $6.000 pesos, cerca de R$ 6 – mas sempre pergunte antes de entrar! (preços em 2014)

 

No final do dia, depois dos passeios, sempre ficávamos pela cidade (dentro das muralhas). Cada dia fizemos um programa para o pôr do sol:

 

Café del Mar: o melhor lugar para o pôr do Sol e para terminar o dia com uma música ambiente e um drink com as amigas! Não paga nada para entrar… mas as bebidas são um pouco caras… se não quiser gastar dinheiro com isso… ao lado do bar tem umas muretas para ver também o Sol se pôr. Claro que nesse dia que fomos, ficamos lá até tarde antes de voltar para o hotel.

 

 

Compras: Cartagena é o melhor lugar para comprar badulaques e artesanias. Fizemos até amizade na barraca da Maria (em frente ao Café del Mar). Todos os dias voltávamos para comprar alguma coisa (porque adoramos a Maria e as coisas que ela vendia). Além dos “ambulantes” e “feirinhas”, tem as lojinhas também (mas essas já são mais caras).

 

Plaza Santo Domingo: é a praça principal da cidade, onde fica a igreja e a “gordinha”. Em volta, está cheio de bares e restaurantes – que são uma delicia.

 

 

Para badalar a noite (nós saímos só no domingo, porque acordávamos muito cedo todos os dias, mas ouvimos algumas dicas enquanto estávamos lá): La Movida (foi a que mais me falaram enquanto estava por lá).

 

DICA: cuidado com a área do relógio pós 22h. É o ponto de prostitutas. Tente não andar sozinho… ou só em mulheres. O dia que fomos, tínhamos conhecido um pessoal que estava hospedado lá perto… então não foi perigoso (porque estávamos com bastante gente).

 

Para nós, a primeira parada em Cartagena foi ótimo!!! E quando eu estava lendo sobre lá… já fiquei sabendo que o Ano Novo lá é incrível… super animado… pool party o dia todo… muita cumbia, salsa e reggaeton (isso realmente é o que não falta). Mas eu nunca fui no Reveillón... quem sabe um próximo ano ne?

 

#porumavidasemrotina

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com