Meu querido passaporte

December 19, 2014

 

Falando em viagens, não podemos esquecer o PASSAPORTE.

Nosso amigo e fiel escudeiro… acho que sempre meu maior medo foi perdê-lo.

 

Uma vez por sinal, quase o afoguei… antes de ter o ID na Espanha ia pra balada com o passaporte, um belo dia tive a genial ideia de guardar uma lata de red bull aberta na bolsa – em pé, óbvio, né?! (não me pergunte o motivo disso??? Hauhauahauh), e obviamente a lata virou e meu passaporte pasou horas mergulhada no energético… vc abria meu antigo passaporte e sentia o cheirinho rsss

 

Uma das primeiras referências aos passaportes foi feita por volta de 450 a.C. Neemias, um oficial, servidor do rei Artaxerxes I da Pérsia antiga, pediu permissão para ir a Judá. O rei concordou e lhe deu uma carta destinada “aos governantes da província do outro lado do rio” requisitando para ele segurança, enquanto estivesse em terras estrangeiras.

Avançados os séculos, na Idade Média quem dava autorização para viagem eram os Srs. Feudais. O termo passaporte teria surgido do francês entre os séculos XV e XVI, como referência à passagem dos mercadores pelos portões – “passer porte” ou portos – “passer port” na Europa, não se sabe ao certo.

Ainda por essa época o documento era recomendado, mas não obrigatório. A fiscalização foi aumentado com o tempo. No início do século XX, já era obrigatório nos EUA, por exemplo.

Após a Primeira Guerra, a Liga das Nações fez uma reuniãona qual estabeleceu algumas noções básicas que vemos nos passaportes até hoje.

 

No Brasil temos 6 tipos de passaporte:

  • Azul: passaporte comum (até outro dia era verde);

  • Verde: passaporte oficial;

  • Vermelho: diplomático;

  • Marrom: denominado “laissez-passer”, para viagens ao Brasil de cidadãos de países que não possuem relações diplomáticas com o Brasil;

  • Amarelo: para estrangeiros legalmente registrados no Brasil e que necessitem deixar o território nacional e a ele retornar; para estrangeiros refugiados, sem nacionalidade ou asiladosno Brasil e

  • Azul-celeste: passaporte de emergência.

Necessitamos de passaporte para entrar em outros países e retornar ao Brasil, exceto para visitar países membros do Mercosul (Argentina, Paraguai, Uruguai e Venezuela) e países associados Bolívia, Chile, Colômbia, Equador e Peru, que podemos visitar apenas com RG (isto é, se o mesmo estiver em bom estado e com menos de 10 anos).

 

De resto é aquilo que todos já sabemos, tira p passaporte na polícia Federal, agendar e bla bla bla…

Então corra tirar o Passaporte ou renovar, para carimba-lo mto este ano!!!!

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com