Nosso primeiro destino: Madrid

January 5, 2014

 

5 coisas que não pode deixar de fazer em Madrid:

  1. Compras na Zara da Gran Via (principalmente na época de REBAJAS)

  2. Ir no El Rastro no domingo

  3. Visitar o estádio do Real Madrid (Barnabéu)

  4. Pub Crawl

  5. Comer tapas (como na Espanha inteira)

Nossa primeira aventura juntas: 1 semana instaladas em Pamplona, resolvemos pegar um ônibus para Madri que era cerca de 5 horas de nossa cidade (mal sabíamos que esta seria nossa rota mais comum para os próximos meses.

 

A Marcella, que tinha ficado em Hostel uma vez na vida em Buenos Aires deu a ideia de procurar um hostel em Madrid. E lá fomos nós: hostel reservado na Gran Via pelo hostelworld.com (este site sempre nos ajudou!!!). Confiei na Marcella (mas confesso que estava bem apreensiva com essa nova experiência, não fazia ideia do que me esperava).

Chegamos lá no fim do dia, andamos a Gran Via quase inteira e antes mesmo de entrar no Hostel, o elevador do prédio já me deu um pouco de medo… e o hostel bem zuadinho… e ainda quando chegamos em nosso quarto tinha um Sul Africano (comendo um pão francês haha), e um casal da Macedônia (ah, detalhe que na hora de fazer a reserva optamos por “female room”, mas isso nunca deu certo, sempre nos colocavam em quarto misto).

 

Mal chegamos, tomamos banho em um banheiro cheioooo de cabelos e pelos e fomos para o primeiro pub crawl de nossas vidas.

Nos encontramos com a galera na Puerta Del Sol e de lá saímos pelos bares de Madrid… São muitas histórias para uma única noite, mas o fato é… não conseguimos terminar o pub crawl… e muito menos tínhamos anotado o endereço do Hostel. Conlusão: fizemos um amigo no meio da rua que nos ajudou a chegar ao destino procurado (há 4 anos atrás não tínhamos Smartphones conectados 24h em rede 3G… era mapa de papel mesmo).

 

DICA: Para quem não sabe, Pub Crawl é o melhor esquema para conhecer os bares na Europa, paga-se uma pequena taxa, e junto com um grande grupo saímos com um guia por vários bares, em cada bar ganhamos um shot, e no final terminamos em uma balada (são poucas pessoas do mesmo grupo que conseguem chegar a esse “gran finale” hahha).

 

Um acordo que fizemos assim que fechamos nossa primeira viagem foi de aproveitar ao máximo cada lugar… isso incluía sair, beber, baladas e no dia seguinte acordar cedinho para turistar… E Madrid não foi diferente… naquela ressaca fomos conhecer a cidade toda… e a pé (porque não queríamos gastar dinheiro com transporte hahah – vida de intercambista…

 

 

 

Dá Gran Via, já fomos para o Palácio Real, (lindoooo, vale muito o tour, é um dos maiores palácios da Europa, quando se fala em área construída), bem em frente fica a Catedral da Almudena.De lá fomos ao templo de Debod, Plaza Mayor, Puerta Del Sol, a clássica foto com Oso y el Madroño (aquele ursinho fofo, símbolo da cidade…), Parque do Retiro… Ah! Somos muito rápidas, andamos rápido, visitamos rápido… Do parque decidimos ir ao Zoológico, pois lá tinha um urso panda e nunca tínhamos visto um… O Zoo é bem afastado (esse tivemos que pegar o Metrô). Ficamos bastante tempo lá, foi lindo… vimos panda… coala… girafa… elefante (ainda mais que a Marcella é da cidade e não vê nem uma formiga por dia hahaha.

 

Depois de não ter dormido nadaaa e andado o dia todo chagando no hostel vimos a rua toda fechada, lotada de gente, nem sabíamos, mas era a “Noche em Blanco”, é um festival cultural, bem interessante… mas estava na janela do hostel e queríamos dormir kkkkkk… Mas nem por isso deixamos de par uma passada nas ruas para ver o que era o tal festival.

 

No dia seguinte logo cedo fomos ao El Rastro. Aquilo é demaissss, um mercado de pulgas gigantesco, que vende tudo o que se pode imaginar… todas as vezes que retornei a Madrid, fui no El Rastro (montado todos os Domingos, na parte da manhã). A primeira vez que fomos a Marcella até comprou um lençol por 5 euros (deve ser o que ela usou por 6 meses em Pamplona hahah).

 

Pela tarde fomos ao Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid (esse vale a pena ir independente se gosta ou não de futebol)!!!!

Ah… vocês devem estar se perguntando: caramba… não comeram nada durante o final de semana?? Mais ou menos… até nisso éramos iguais e otimizávamos as refeições… Mas um lugar bom para comer na Gran Via, que fomos algumas vezes é a Cerveceria Zahara Café: bom, barato e bem localizado! Fica a Dica!!!!

 

E para finalizar o dia… fomos na Zara… afinal, o inverno estava prestes a começar… e não tínhamos sequer um casaco de frio (em Pamplona nevava)… Foi aí que fiz a minha lógica… O que economizava em Hostel (mais ou menos 100 euros por noite), gastava em casacos na Zara.

 

 

#porumavidasemrotina

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

You Might Also Like:

Uma volta por Quito

October 4, 2019

Bate-Volta em Quilotoa

October 3, 2019

1/15
Please reload

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com