top of page

Um guia na Cidade do Panamá


A cidade do Panamá, conhecida muito mais pelo seu aeroporto de conexão, pode ser uma parada bem interessante...

1a aventura foi sair do Aeroporto até o hotel. Tivemos a grande ideia de ir de ônibus. E não sei o que aconteceu mas a linha que escolhemos demorou 2 horas até o hotel. Dica: uber sai 10 dólares até Marbella. Vale a pena!

Uma dica boa também é comprar o cartão de Metrobus (custa 10 dólares e vem com 3 dólares de crédito - durou a viagem toda)

Onde ficar? Em Marbella. É o bairro de mais fácil acesso.

Ficamos no The Executive Hotel (excelente opção)

Bairro de fácil acesso, perto de tudo!

Para conhecer a cidade, você tem algumas opções:

* Metrô/ônibus/taxi (que foi o que a Ma e a Roberta fizeram - modo econômico)

Cuidado com os taxis!!! Não tem taximetro e custa muito barato. Mas quando eles sabem que você é turista, triplicam o preço. Só percebemos isso na 3a vez que perguntamos para um policial como ir de um lugar a outro. Uma dica boa é comparar com o preço do Uber. Que geralmente equivale (e é até mais caro) que o taxi.

* Ônibus Hop on Hop Off (o que a Gui optou - modo otimização do tempo)

O que fazer?

A Parada obrigatória é o Canal do Panamá: a estação de Miraflores tem uma super infra para turistas com cinema, teatro, restaurante e o melhor, você pode assistir o navio atravessar aquele trecho do Canal; Mas fica esperto com os horários do "paso del barco" para não fazer que nem a Ma e a Ro que esqueceram de consultar e perderam a passagem que estava acontecendo (e a outra iria acontecer apenas 3 horas depois)

O canal do Panamá é um canal artificial de navios com 80 quilômetros de extensão, localizado que liga o oceano Atlântico ao Pacífico. Há bloqueios e eclusas em cada extremidade da travessia para levantar os navios até o lago Gatún, um lago artificial criado para reduzir a quantidade de trabalho necessário para a escavação do canal e que está localizado 26 metros acima do nível do mar. Os bloqueios iniciais tinham 33,5 metros de largura. Uma terceira faixa de eclusas, mais larga, foi construída e entre 2007 e 2016.”

Outra parada é o Biomuseo: acho que mais do que pela exposição, vale pelo prédio em si, é o único da América Latina feito pelo arquiteto Frank Gehry, é um museu natural bem hightech, achamos legal!

O Biomuseu fica no Causeway Amador - um calçadão lindo! Que liga o museu com 3 ilhas (Perico, Flamenco e Noi). Vale a pena alugar uma bike e pedalar por lá - são cerca de 5km (cada trecho). Passamos o final do dia por lá e depois voltamos de taxi para o hotel. A noite de lá dizem que é muito boa também - cheia de bares e restaurantes (na Perico fica mais badalado)

Uma outra parada é o Casco Antiguo, é lindo pelas construções, ruas, igrejas, restaurantes e incrível para um happy hour nos rooptops!

E uma parada (que acho bem inútil) é o Panamá​​ Viejo - onde ficam as ruínas. Chegamos lá e nos decepcionamos. Além do que o parque que tem as ruínas é pago. E achamos que não valia a pena. Sem contar que foi o maior sufoco para voltar.

Outra coisa que o Panamá é conhecido são as compras.

Sinceramente, nem perca seu tempo!!! Fomos no outlet Allbrook e voltamos sem nenhum alfinete.

Talvez porque o real esteja muito desvalorizado... mas achamos tudo caro e um shopping de rodoviária - com marcas.

Conhecer o Panamá, além de ser mais um país conquistado, foi uma experiência surpreendente!

Certamente, voltarei ao Panamá, de lá eu segui para Curação.


14 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page