Buscar

Vale a pena intercâmbio de 1 mês?


Essa é uma pergunta que sempre escuto... e que sempre tentei ler muito sobre isso (desde quando comecei a trabalhar e só tinha 30 dias para tirar de férias). Depois da minha experiência na Espanha uma coisa eu aconselho: todo mundo tem que ter uma experiência fora do seu país de origem (e de onde mora), pelo menos uma vez na vida, independente de quanto tempo for (mas não apenas a turismo... vivendo como um local)!

E é claro, que no passado, muitas pessoas não tiveram essa oportunidade; seja pelo custo, pelo tempo ou por outras prioridades. Mas, nunca é tarde para recomeçar ne? Hoje existem diversas opções de intercâmbios... e existe também diversas maneiras de você fazer um: estudando, mochilando, aprendendo uma coisa nova, etc. E eu admiro as pessoas mais velhas que se arriscam nesse mundo a fora em busca de novas experiências.

Nas minhas 2 últimas viagens para o Canadá (que foi para um intercâmbio curto) conheci alguns brasileiros que estavam na cidade, apenas por 4 semanas (durante o período de férias no trabalho), para estudar inglês e, claro, passear um pouquinho. Inclusive eu era uma dessas! A pergunta é, será que vale a pena estudar apenas por 4 semanas?

A minha resposta é: depende!!! Depende de você, depende do seu foco, da sua motivação e de quanto você quer gastar. Para "abdicar" de 30 dias de férias para ficar pelo menos 4 horas dentro de uma sala de aula (se for tempo integral, melhor), acordar cedo todos os dias (essa é a pior parte), ter lição de casa todos os dias e ter que falar outra língua por 24 horas, não é para qualquer um!

Principalmente porque o investimento de um programa de curta duração tende a ser mais caro do que uma longa duração (custo/mês). Esse custo varia, depende do país e da cidade que você escolher, depende do tempo que ficar, de onde vai morar, de quantas vezes vai viajar no final de semana e do câmbio/moeda. Mas nas minhas estimativas, geralmente se gasta aproximadamente R$ 10 mil para 30 dias (passagem, hospedagem, alimentação e curso).

Nas 2 vezes que eu tomei essa decisão (pegar as minhas férias para estudar) eu tinha um objetivo.

* A primeira vez, em Vancouver, eu queria melhorar o meu inglês para o meu trabalho. Achava que era importante. Então o meu foco foi aprimorar a língua e perder a vergonha para falar em público. Para eu aproveitar ainda mais a minha estadia em Vancouver eu peguei horário integral de estudo (onde a tarde eu tinha matérias focadas em Marketing e Business) e fiquei em casa de família (o que me ajudou muito a conversar mais tempo durante o dia - eu era obrigada a socializar pelo menos na hora das refeições). E eu posso garantir que cumpri meus objetivos. Voltei muito mais confiante, troquei de emprego (inclusive um emprego que eu tinha um chefe americano) e nunca mais tive vergonha de expor as minhas ideias ou participar de um projeto em inglês!

* Dessa vez, em Toronto (não é propriamente minhas férias do trabalho, mas foram 6 semanas), eu vim com o foco de estudar para o certificado IELTS. Eu não tenho nenhum objetivo de ir morar fora para sempre (imigrar para algum lugar) e nem de fazer pós graduação fora... mas esse certificado é bom para alguns cursos de curta duração também (quem sabe nas próximas férias eu não estudo algo da minha área ne?). Enfim, com esse foco, eu resolvi (de novo) pegar período integral, em uma cidade que eu já conhecia (então não teria que usar meu tempo livre para turistar) e numa época de frio (eu não posso ver o Sol... que eu já quero ficar na praia).

Por enquanto, quase nos meus últimos dias aqui, posso dizer que cumpri mais uma vez meu objetivo (bom, vamos ver o resultado do exame ne rs). Mas, no geral, estudei bastante, vivi quase como uma local e ao mesmo tempo aproveitei o meu tempo livre para refletir (o que eu mais tenho feito ultimamente), que faz parte também dessas viagens!

Então, para quem está pensando em pegar as férias e dar um "up" no inglês, aprender uma nova língua (que isso eu acho que não é muito possível em um mês) ou fazer um curso em um hobbie que você tem (culinária, fotografia, música), aí vão as minhas dicas:

1. Tenha um objetivo e mantenha o foco

2. Tente ficar pelo menos os 30 dias de férias (menos que isso, eu acho que o investimento não vale tanto a pena)

3. Escolha uma cidade grande (na minha opinião é melhor e você não tem perigo de ficar entediado. Deixe as cidades pequenas para intercâmbios mais longos. Mas tente escolher uma cidade onde você não tenha amigos e nenhum conhecido - porque vai te forçar a conhecer pessoas)

4. Vá nas aulas!! (isso parece meio besta ne? Mas a verdade é que depois de alguns dias começa a dar preguiça, as festas durante a semana parecem ser mais legais e a vontade de dormir até mais tarde começa a prevalecer - seja persistente!!!)

5. E aproveite os finais de semana: viaje, conheça novos lugares, saia com pessoas diferentes (nem na nossa casa deixamos de aproveitar o tempo livre ne?)

Marcella Romani


10 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com