Buscar

Entrevista da semana: Ivan, Florinda... e Veruska!


Mais um casal de viajantes: Ivan e Florinda... ah, e a Veruska (uma Chevrolet Veraneio 1973 que viaja com eles). O objetivo do casal é rodar 40 mil quilômetros durante um ano. Quer acompanhar a jornada?? Eles compartilham no blog “Veraneio viajante” e contaram para nos um pouquinho dessa aventura!!!

PUVSR: De onde surgiu a ideia de fazer os 40 mil km com a Veruska?

Veraneio: A ideia da viagem começou meio que por acaso. Somos apaixonados por esse tipo de vida e estávamos um pouco cansados de toda loucura de uma grande metrópole, como São Paulo. Conversando aos poucos, fomos descobrindo que um tipo de viagem assim seria possível. Primeiro porque ainda não temos filhos, segundo que estávamos completamente enganados quando pensávamos que só as pessoas de muita grana faziam esse tipo de viagem. E com muito planejamento, abdicação de muitas coisas, foco e disciplina, conseguimos em um ano colocar em prática o sonho que até então achávamos que nunca sairia da nossa cabeça.

PUVSR: Para vocês, qual é a melhor parte de viajar??

Veraneio: A melhor parte de viajar, muito além dos lugares, são as pessoas. Temos conhecidos pessoas maravilhosas, amigos que ficarão para sempre em nossas vidas. Viajando, descobrindo que há muitas pessoas boas no mundo. Claro que há as más, mas as boas são muito boas e em um número muito grande.

PUVSR: Adoro blogs onde mais de uma pessoa escreve... e viajam juntos. Como vocês descobriram essa paixão em comum?

Veraneio: Antes de estarmos juntos, Ivan e eu colecionamos várias histórias de viagens separados. Mas depois de juntos, esse número só se fez aumentar e a paixão por estar na estrada também. Ivan é bem mais aventureiro. Já deu a volta à América do Sul de mochila (em ônibus), já foi de São Paulo ao Paraná de bike aos 16 anos e de São Paulo à Argentina recentemente também de bike. Conhece Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, além de grande parte do Brasil. Eu (Flor) sou menos aventurada em estar fora do país, mas dentro desse nosso Brasilzão também já rodei belos quilômetros por terra e ar.

PUVSR: Qual é o estilo de viagem de vocês?

Veraneio: O nosso estilo de viagem é o mais simples possível. Normalmente ficamos em camping, já que o carro está todo preparado para dormirmos e cozinharmos, optamos sempre por cidades pequenas (fugindo das grandes metrópoles) e, diferente de outros casais que também estão na estrada, traçamos nosso roteiro parando aproximadamente de 300 em 300 quilômetros. Achamos que assim, com distâncias mais curtas, além de não nos cansarmos e nem cansar o carro (porque há de se levar em consideração que estamos falando de um carro de 42 anos de idade), além disso, conseguimos conhecer mais a fundo o país visitado, alcançando um maior número de cidades visitadas por país.

PUVSR: Qual foi o maior perrengue de viagem que já passaram nessa jornada?

Veraneio: Com o carro, até agora, graças a Deus nada de grave aconteceu. Acredito que o maior perrengue foi quando roubaram minha mochila. Estávamos na Argentina, com apenas 30 dias de viagem e quando nos furtaram, fiquei apenas com as roupas do corpo. Isso me tirou o chão. Passei dois dias chorando e pensei em desistir. Mas depois, mais calma, percebi que isso não importava. O desejo de continuar era maior. Além disso, aprendi a viver com menos. Sinceramente, não preciso de tudo o que carregava naquela mochila. Hoje dou valor à coisas mais importantes. Os valores mudaram.

PUVSR: Como decidem a rota que vao fazer?

Veraneio: Nós temos uma rota pré-planejada que está montada desde antes da viagem começar. Como nosso carro consome muita gasolina, nossa rota foi traçada respeitando as cidades onde há GNV. Mas muito já mudamos da rota original. Damos muita importância quando alguém, morador local, nos diz que não podemos deixar de conhecer tal lugar. Por isso, apesar de ter a rota planejada, ela é muito flexível. E digo com propriedade: os melhores momentos da viagem até agora aconteceram em locais que não faziam parte da rota planejada.

PUVSR: Qual é a dica que você dá para casais que são apaixonados por viagem?

Veraneio: A dica que damos à quem tem esse sonho é nunca deixar de sonhar e correr atrás para que se torne realidade. Nós éramos trabalhadores assalariados em São Paulo e não acreditávamos que um dia pudéssemos realizar nosso sonho. Mas sim, podemos sim! Como dito no início, basta disciplina e organização. Abrir mão de algumas coisas para se conseguir outras. Assim é que se move a vida.

Quer acompanhar as aventuras da Veruska??

www.veraneioviajante.com.br

www.instagram.com/veraneioviajante

www.facebook.com/veraneioviajante


0 visualização

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com