Buscar

Emprego dos sonhos que virou o céu de incertezas


Quem me conhece sabe a paixão que eu sempre tive pelo setor de viagens. Já trabalhei em diversos segmentos (que adorei ter passado também), mas aquele que me picou em cheio foi o do turismo. Exatamente por 4 anos, posso dizer que “me encontrei”. Comecei viajando por hobby, depois comecei (junto com a Gui) esse blog (que seguimos escrevendo) e ainda tive a grande oportunidade de fazer parte de um projeto em uma companhia aérea (dentro da área de Marketing).


Muitos me perguntavam como eu achei “o emprego dos meus sonhos” e outro diziam “a sua cara”. Lógico que além de viagens eu tenho outras paixões (finanças, por exemplo - Juro! rs), então por uma sorte, poderia escolher vários outros “emprego dos sonhos” para a minha vida, assim como várias pessoas podem também!


Mas nesses 4 anos, foi a aviação que me seduziu e não teve um dia sequer que eu não acreditei, que eu não ia feliz e contente para o escritório, mesmo sabendo que todos os planos que a gente desenhou podiam ter simplesmente mudado e teríamos que começar tudo de novo (essa é uma parte que poucos sabem sobre trabalhar no administrativo de uma companhia aérea).


Não posso deixar de dizer que o mais empolgante de tudo isso, além de trabalhar no marketing em um setor tão “sexy” (como dizia um dos meus ex diretores), era que eu tinha a oportunidade de conhecer o mundo (a preço de banana) com as famosas passagens ilimitadas (tinha uma cota anual, mas era quase que impossível usar todas) e que eu tinha um plano para cada final de semana fora da minha casa. Eu também achava que para aquele momento era o emprego dos meus sonhos. O que mais eu poderia querer para mim?


Mas o que a gente não conta é sobre a montanha russa de emoções que esse mercado sempre foi, mesmo antes dessa pandemia! Pelo menos para mim, em 4 anos nunca sabia o dia seguinte, em qual cadeira sentar, se o resultado ia fechar e por aí vai com todos os rumores que escutava no corredor sobre um anúncio extraordinário, uma mudança na liderança, vamos ser comprados pelo grupo x ou y, vai ter bônus ou não, etc. (mas queria dizer que mesmo nessa loucura, era divertidíssimo e aprendi lições para a vida toda).


Eis que a pandemia começa e a crise chega em uma velocidade nunca vista antes para nenhum mercado, mas para o turismo, foi quase que faltal. E o setor tão “sexy” e desejado por muitos, virou um setor cheio de dúvidas, incertezas e com um céu de oportunidades também para se se reinventar no futuro.


Claro que vai levar um tempo e que infelizmente, como eu escutei em muitos treinamentos e reuniões que eu participei, estamos em plena turbulência e muitas coisas precisarão ser ajustadas antes do pouso em plena segurança.


Por um destino, eu saí e não faço mais parte do mundo das viagens (na cia aérea), mas acompanho o mercado, recebo notícias dos meus amigos mais próximos e não é novidade para ninguém como as coisas estão difíceis para esse setor. Fronteiras foram fechadas, a maioria dos aviões foram parados nas suas operações diárias (assim como ônibus, trens e cruzeiros), parques de diversões e hotéis tiveram suas portas fechadas até segunda ordem no mundo inteiro. Do lado do cliente, todo mundo cancelando ou adiando as suas viagens (que estavam próximas) e demos uma pausa a todo o planejamento que acostumávamos fazer! No máximo, navegamos agora pelo Google Maps para saber o que ainda falta conhecer no mundo (pelo menos eu adoro fazer isso quando penso em viajar).

Quanto ao meu próximo destino? Eu ainda não sei (mesmo porque estou vivendo um dia de cada vez), mas a única certeza que tenho é que a minha lista de paixões (além das viagens) é imensa e o meu próximo “emprego dos sonhos” me espera por aí. Enquanto isso, continuo escrevendo o que me vem a cabeça por aqui!


Ma Romani Construindo marcas e pronta para encontrar mais um "emprego do sonho"


Obs: antes de postar esse texto, pedi a opinião de algumas pessoas próximas para saber se esse texto ajudaria ou atrapalharia a vida das pessoas. Obrigada pelos feedbacks - Stenio (meu irmão e maior incentivador de todas as ideias que eu tenho) , Sil (grande parceira e amiga do meu antigo trabalho) e Lari (minha coaching a qualquer momento do dia).

67 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com