Buscar

Bariloche: guia rápido para conhecer


E lá fui eu para um novo destino na Argentina: Bariloche!

Mas dessa vez fui ao contrário do que todos os brasileiros fazer e fui no verão... e foi incrível (muito mais surpreendente do que eu achava)

Como chegar: a parte ruim é que no verão não há voos diretos para lá e sim, tem que fazer escala em Buenos Aires (e eu aproveitei para passar a noite na casa de uma amiga que mora lá). De manhã, peguei o voo do Aeroparque para Bariloche.

A parte boa? No verão anoitece muuuito tarde e chegamos lá as 6pm e deu para curtir a cidade no claro até 9pm.

Onde ficar? Depende muito do que está afim! Fiquei no centro (porque só teria carro um dia). Mas tem hotéis lindos (estilo spa) que ficam mais afastados da cidade (mas aí precisa alugar carro todos os dias). Reserve seu hotel aqui.

Quando ir? Ao contrário do que todo mundo pensa, Bariloche tem como ir em todas as épocas do ano.

No inverno é para aproveitar o frio e a neve. Para quem gosta de esquiar, é a melhor época.

No verão, é para quem gosta de paisagens e esportes mais aquáticos (rafting, caiaque, etc).

O que fazer no Verão?

Nós exploramos a região dos 7 Lagos. Saímos cedo de Bariloche e fomos pela Ruta 40 até San Martin de Los Andes (uma das cidades que faz o cruzamento até o Chile - pelo Lago). São aproximadamente 200Km de estrada vai e volta (mais muito boa) e com muitos mirantes pelo caminho (mas atenção, porque as placas de mirantes não são muito bem identificadas e se você não presta atenção, você passa.

Antes de entrar na rota dos 7 Lagos paramos em uma vista incrível do lago de Bariloche (na ida e na volta no pôr do sol). Além disso, paramos no Puerto Manzano (uma vista linda). E no caminho, aproveite para passar também na Vila Angostura (é uma cidade pequena que cruza a rota mas que é uma delícia para tomar um sorvete).


Rota dos 7 Lagos

1. Lago Espejo (MARAVILHOSO)

2. Lago Correntoso

3. Lago Escondido (tão escondido que o mirante nem vale muito a pena)

4. Lago Villarino

5. Lago Falkner (nesse aproveitamos para parar e colocar os pés na água para refrescar!)

6. Lago Machonico

7. Lago Lakar (em San Martin de los Andes)

No meio do caminho paramos no "Lago Hermoso" e eram 5h da tarde e estava um clima de verão. Todo mundo na água curtindo o fim do dia (que devia estar uns 30 graus). Infelizmente esquecemos nossos biquínis!

Também tem o Circuito Chico (que acabamos não fazendo), mas dizem que é lindo também. Porque você vê o lago do outro lado e ainda pode subir o Teleférico e ver a mesma vista de cima (deixamos para a próxima né rs).

Dicas para comer:

Na Argentina não tem como comer mal. E pedimos algumas dicas de restaurantes (não deu tempo de conhecer todos), mas segue o que nos recomendaram:

* El Boliche de Alberto (para quem curte comer carne)

* El Patacón (ele é mais afastado, mas muito recomendado)

* Llao Llao Hotel (esse tem que fazer reserva antecipada)

Não deixe de passar em cervejarias e chocolatarias:

* Rapanui (para o café da manhã ou lanche da tarde)

* Mamuschka (chocolataria e o melhor croissant da Argentina)

* Manush (cervejaria artesanal no centro - muito boa)

Essas são as dicas de Bariloche no verão!

Nosso roteiro foi feito muito rápido e tivemos só um fim de semana para conhecer.

Mas se quer ir com calma, recomendo passar pelo menos 4 dias nesse lado da Patagônia - e se quiser esticar por Perito Moreno ou Ushuaia. Ou quem sabe, fazer a cruzada até a Patagônia Chilena =)

#porumavidasemrotina


Encontre o seu hotel:


#bariloche #america #americadosul #argentina

27 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com