Aventureiros da melhor idade: 60 dias pela Europa


E chegou ao fim o roteiro dos Aventureiros da melhor idade!!! 60 dias de mochila pela Europa (quer dizer, de mala de rodinhas), 55 cidades conquistadas (as que passamos de carro também contamos),10 países, muitos KM percorridos e muitas histórias para contar...

Nesse post vou contar um pouquinho de cada lugar que o Stenio e a Katia passaram... e alguns perrengues para deixar a história um pouco mais divertida!

E tudo pelas palavras deles:

INGLATERRA

Londres

"Cidade preferida da Kátia. Primeira parada para visitar a família - Vilma (prima da Kátia) e check nos principais pontos turísticos da cidade: Big Ben, London Eye, Tower of London, Tower Bridge, Westminster, National Gallery, Regent’s Park, Camden Town, Hyde Park, Palácio de Buckingham. Foram 4 dias de muita caminhada e um banho de cultura."

Oxford

"Um bate e volta pela cidade universitária. Encantadora. Pegamos um trem de manhãzinha e voltamos no final do dia. A principal atração é, lógico, a Universidade de Oxford. É lindo e vale a pena a visita a cidade!"

Leeds

"De Londres, fomos a Leeds, visitar nossos queridos amigos - Lesley e Elliot. Conhecemos eles desde muito tempo (quando tiramos uma foto para eles em pleno ano novo de Copacabana e mantemos contato até hoje). Leeds é uma cidade pequena e encantadora"

Liverpool

"A cidade dos Beatles. Que tal começar o dia tomando uma cerveja inglesa no PUB mais famoso de Liverpool? Depois conhecer o Museu Natural de Liverpool e passear no Museu dos Beatles pagando ingresso da melhor idade!!!!

ESCÓCIA

Edimburgo

"2 dias em Edimburgo (Escócia): Foram dias inesquecíveis numa cidade maravilhosa que remonta a era medieval.

Na parte antiga da cidade é onde estão a maioria das atrações turísticas (Parques,Igrejas, Monumentos, Museus, Prédios Históricos, Ponte Forth Rail Bridge e os Palácios de Edinburgh e Holyroodhouse - onde a Rainha Elizabeth II passa uma semana de férias no verão).

Os prédios são todos antigos mas com lojas modernas no térreo. Em 2 dias deu para sentir o clima, mas para conhecer recomendamos 5 dias no mínimo - aí dá para fazer passeios mais longos como o Jardim Botânico (que não deu tempo de irmos)."

IRLANDA

Dublin

"Passamos uns dias na capital da Irlanda - com direito a greve de transporte público.

Uma aventura para chegar ao aeroporto destino Amsterdam - Holanda. Encontramos aqui uma quantidade enorme de brasileiros que estão tentando a sorte nesse pais. Engenheiros, farmacêuticos, economistas, e outros.

Dublin é uma cidade muito movimentada com um trânsito infernal no centro da cidade. O uso da bicicleta é comum. Vários são os pontos turísticos mas alguns são destaques: Trinity College, Dublin Castle, ST Patrick's Cathedral (Padroeira da Irlanda), Antigo Parlamento onde hoje funciona um banco, o prédio do correio, Christchurch Cathedral, a fábrica da GUINNESS para os amantes da cerveja, The Brazen Head o PUB mais antigo da cidade, etc...

O tempo aqui nessa época é outono e já faz frio. Além da chuva - com temperatura na faixa de 7º a 19º. Se você vier a Dublin, pesquise bem o local onde vai ficar, pois o transporte público é muito caro para se locomover pela cidade.

Se tiver tempo visite o interior que deve ser muito bonito."

HOLANDA

Amsterdam

"Amsterdam – Holanda, a cidade das bicicletas, com cerca de 800 mil habitantes. Um povo hospitaleiro e alegre. A cidade é maravilhosa e a nossa programação de dois dias foi pouca para explorá-la. Como chegamos na sexta-feira (23) à noite, ainda conseguimos aproveitar e jantamos num bom restaurante e aproveitamos para conhecer um pouco a cidade badalada. No sábado a cidade ficou lotada, dificultando muito o acesso aos locais turísticos. Por exemplo, o Museu Van Gogh tinha fila para entrar de duas horas. São muitos pontos turísticos e para ir a todos é necessário pelo menos 5 dias. Com certeza voltaremos para Amsterdam para conhecer as atrações que não conseguimos ir e viajar pelo interior para ver os Moinhos."

BÉLGICA

Antuérpia

"A capital dos Diamantes, com cerca de 530 mil habitantes. O centro da cidade é muito bonito com suas construções antigas. A língua predominante é o francês. Ficamos hospedados num studio perto da Estação Central de Trem (Central Station) construída no final do século XIX. Maravilhosa.

A Catedral de Nossa Senhora, construção iniciada em 1352, tinha seu projeto inicial duas torres mas só uma foi concluída. A praça principal tem diversos prédios históricos e uma fonte. Fomos ao Castelo de Steem, um castelo de pedras a beira do principal rio, o Scheldt. A praça Groenplaats localizada no coração do centro histórico abrigou no passado o principal cemitério antes da ocupação austríaca. Antuérpia tem seus encantos e belezas. Lógico que não podíamos sair daqui sem experimentar o waffle e alguns chocolates belgas."

Bruxelas

"Também chegamos em Bruxelas, a capital da Bélgica. Com uma população de aproximadamente 1,8 milhões de habitantes é aqui que fica a sede da União Europeia (UE) e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN). Como toda capital, já encontramos trânsito e muita gente andando apressadamente. A cidade foi fundada em 979 e as línguas são o francês e a neerlandês. Meios de transportes utilizados são o metrô, tram e ônibus. A arquitetura é diversificada de construções medievais como a Grand Place até os grandes edifícios modernos. Museus, monumentos, praças, igrejas, palácios compõem o roteiro histórico da cidade que não são abertos à visitação pública às segundas-feiras. A noite belga é muito movimentada com inúmeros PUBs e restaurantes de comidas típicas e internacionais. A famosa estátua de bronze de 60 cm. - Manneken Pis (garoto a urinar) - que fica numa esquina de uma rua estreita é a mais visitada na cidade. Para poder explorar mais a cidade é necessário pelo menos 3 dias. E como não experimentar a cerveja, o famoso chocolate belga e o waffle?"

FRANÇA:

Paris

"Fomos primeiro para um hotel... terrível. Que queríamos sair correndo. Sabe a foto que vimos pelo site que reservamos??? Não tinha nada a ver!!! E aí mudamos para o Hotel L´Ouest Hôtel onde fomos muito bem recebidos e só temos a agradecer a Veronica que em todos os dias nos ajudou muito (aliás recomendamos esse hotel a quem vier a essa cidade). Ótimo custo/benefício.

Nossa primeira experiência em Paris, cidade luz da Europa, começou com um passeio à Torre Eiffel, seguindo para o Trocadero, Grand Palais, Petit Palais, I´Obélisque, Av Des Champs Elysées e Arc de Triomphe. A noite, um jantarzinho com um vinho branco "nacional". Depois, nos outros dias passamos por:

Escalada de aproximadamente 350 degraus para chegar até a Basílica de Sacré-Coeur, seis horas de passeio pelo Museu do Louvre, Jardin Des Tuileries, passar pelo Palais Garnier - Opéra National de Paris, Galeries Lafayette e finalizar com um passeio noturno na frente da Catedral de Notre-Dame, curtindo a noite em meio de muitos barzinhos e restaurantes (não tem preço!). Ainda vale a pena fazer um passeio rápido pelo Rio Senna e o JARDIN DU LUXEMBOURG; e vale tirar um dia para Versalhes (o maior Palácio do mundo - patrimônio UNESCO)

ITÁLIA:

Roma

"Nossa primeira parada em Roma limitou-se a conhecer o Vaticano, uma cidade murada dentro da cidade de Roma. Quem já esteve lá sabe o quanto são demoradas as filas para acesso à Porta Santa, Capela Sistina e a Basílica. Valeu cada minuto! O lugar é muito lindo que só pessoalmente consegue ver todos os detalhes. Um passeio que não pode deixar de ser feito quando vier à Itália."

Lucca

"Depois de deixar Roma, capital da Itália, com cerca de 2,8 milhões de habitantes, uma cidade também com um trânsito caótico e fomos com destino a Lucca cidade natal do nonno materno da Kátia. Viemos aqui para resgatar as raízes. Essa nova etapa da nossa viagem foi feita de carro. Já experimentamos avião, trem, tram, ônibus e metrô. Foram 352 Km de estradas com mão dupla de ótima pavimentação, muito parecidas com as do estado de São Paulo. Também pedagiadas com um custo semelhante para o trecho percorrido. A cidade mais velha, em estilo medieval é cercada por uma muralha onde estão os principais pontos turísticos e casas muito antigas. Lucca tem hoje cerca de 100 mil habitantes. Uma cidade tranquila com bons restaurantes italianos."

Pisa

"A 20 Km de Lucca chegamos a Pisa. Cidade, também atrás de uma muralha com uma população de aproximadamente de 430 mil habitantes. Pisa é uma província da região da Toscana e conhecida mundialmente por sua torre pendente de mármore branco que começou a ser construída em 1173. Sua altura é de 55,86 metros do lado mais baixo e 56,70 metros na parte mais alta. Seu peso estimado é de 14.500 toneladas. Toda a praça foi declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1987. Um lugar que vale à pena conhecer."

Gênova:

"Quem disse que Gênova não tem nada para se ver? A cidade de Cristóvão Colombo é o principal porto marítimo e centro industrial do norte da Itália na região da Ligúria com aproximadamente 700 mil habitantes. Cidade portuária com várias indústrias ao seu redor. São tantas as atrações turísticas que um dia não foi suficiente para vê-las. O porto antigo, revitalizado, hospeda o Eataly – restaurantes, lojas, um aquário e o barco construído em 1986 para o filme Piratas de Roman Polanski além de diversos iates e veleiros ancorados na marina. Há também a Via Garibaldi com muitas lojas, igrejas, palácios, museus, enfim muito para se ver. Valeu a pena parar um dia aqui."

Turim:

"Saímos de manhã de Gênova sentido a Torino, mas antes fomos a Serravalle Scrivia para conhecer o Serravalle Outlet Milano (não vale muito a pena a parada). Depois fomos a Gavi para conhecer duas vinícolas (Serravalle Scrivia e Villa Sparina); as cidades estão na região de Piemonte, província de Alexandria, ambas, com cerca de 6.000 habitantes.

Uma experiência diferente no caminho. Como chegamos meio tarde em Torino não tivemos tempo para registrar o local."

UM PULINHO NA SUIÇA

"Depois de passarmos por Turim (07/10) a maior cidade da região de Piemonte, seguimos nossa viagem de carro e chegamos em Genebra (para encontrar nosso sobrinho que mora lá). E lá passeamos um pouco por Lausanne (08/10) e Montreux (08/10) - cidades suíças localizadas na margem do Lago Léman. No caminho de volta, passamos por Chamonix-Mont-Blanc (10/10) - estância turística de inverno tendo o imponente Mont Blanc, a montanha mais alta dos Alpes, como fundo onde a temperatura de manhã estava 1º. Celsus (e por isso nem paramos para conhecer, porque íamos morrer congelados). No final do dia chegamos a Milão, a quinta maior cidade da União Europeia, conhecida internacionalmente como a cidade do design."

BACK TO ITÁLIA

Milão

"Depois de 37 dias na Europa, chegamos a Milão - norte da Itália - região da Lombardia, população de aproximadamente 4,3 milhões de habitantes, conhecida mundialmente como a capital da moda. São várias atrações mas a Duomo di Milano sem dúvida, na nossa opinião, é a igreja mais bonita da Europa até agora. Na Piazza del Duomo a quantidade de pombos é impressionante. Do lado esquerdo tem a Galeria Vittorio Emanuelle II com muitas lojas para quem curte “comprinhas”. Há ainda o Museo del Duomo, Museo del Novecento, Palazzo Reale, Castelo Sforzesco, Parco Sempione, Torre Branca, Porta Sempione, Igreja de San Ambrogio, Arco della Pace, Teatro Scala (estava fechado para visitação), Pinacoteca de Brera, Faculdade Católica que vale à pena conhecer. Passear pelo Quadrilátero da Moda e dar uma passada pelo Teatro Pícolo são boas opções. É bem legal parar no Luini para um lanche, e experimentar um panzerotto salgado que é bem famoso. E para terminar o dia, conhecer o Navigli District, região de inúmeros bares e excelentes restaurantes. Realmente valeu à pena conhecer a cidade.

Padova

"Hoje o nosso dia foi em Padova – região de Vêneto – população aproximadamente 220 mil habitantes, sede de uma das universidades mais antigas do mundo - Universidade de Paduá. Uma curiosidade é que os alunos levam "trote" quando se formam no curso com a presença da família, É reconhecida internacionalmente por ser a cidade onde Santo Antonio morreu em 13 de junho de 1231. Possui um passado cultural, artístico e histórico rico. Também viveu em Pádua por 18 anos de sua vida, Galileu Galileia. E se vierem a Pádua não deixem de saborear uma deliciosa pizza no La Lanterna. É um lugar encantador."

Veneza

"Chegou a vez da região de Vêneto - nordeste da Itália – situada sobre um arquipélago de 118 ilhas formadas por cerca de 150 canais numa lagoa rasa. Famosa por sua arquitetura, obras de arte e belezas naturais tornou-se um dos destinos turísticos mais procurados. Inúmeras atrações compõem o acervo, destacando-se a Basílica e a Praça de São Marcos. Em seguida um passeio pelo Grande Canal e seus inúmeros canais de gôndola ou barco com sua magia romântica ao som das mais belas músicas italianas, ao vivo. Agora, conhecer um casal de Salvador, Bahia - Perolina e Augusto - enquanto estávamos esperando pelo barco que nos levaria aos pontos turísticos tais como Murano (pudemos conhecer como os artesãos fazem as peças), foi a melhor coisa do dia. Pudemos compartilhar várias atividades o que tornou o dia ainda mais gostoso."

Ferrara

"Pegamos dia de muita, muita chuva. Chegamos a Ferrara – região de Emilia-Romagna - cidade do nonno parteno da Kátia, num momento de estiagem e aproveitamos para dar uma volta pelo centro histórico e conhecer alguns pontos turísticos, entre eles o Castelo de São Miguel (ou Castelo dos Este). A catedral está em restauração e não pudemos entrar. Depois, seguimos para Modena – também região de Emilia-Romagna – agora a cidade da nonna paterna da Kátia. A visita teve que ser rápida da mesma forma porque a chuva se aproximava. Conhecemos a Escola Militar e a Catedral. Enfim, as duas cidades de “valor sentimental” deixaram uma ótima impressão e são de construções muito antigas. Uma curiosidade!

Modena

Em Modena chegamos por volta da 14:00 e parte do comércio começou a fechar para retornar somente às 16:00. A cidade ficou praticamente deserta. Mas valeu muito dedicar um dia para conhecer essas duas cidades.

Florença

"Chegamos em Florença em 14/10. Para os italianos Firenze, capital e maior cidade da região da Toscana, com cerca de 380.000 habitantes. Como em outras cidades, a arquitetura é impressionante. A Catedral de Santa Maria del Fiori é muito bonita e fica localizada na Piazza del Duomo, Campanário de Giotto e Batistério de São João. O Palácio Vecchio, localizado na Praça da Senhoria, é um verdadeiro museu a céu aberto com diversas esculturas como a de Hércules e Caco, Hercules e o Centauro Nesso, A Fonte de Netuno, Sabinas, Divid (Michelangelo), Perseu segurando a cabeça da Medusa e tantas outras.

Saindo fomos a Ponte Vecchio (1345) que é um cenário magnifico, com as casas grudadas na lateral da ponte que são ocupadas por joalheiros e ourives.

Para uma vista panorâmica da cidade um pulo até a Piazzale de Michelangelo. Também visitar a Galeria dos Oficios, Palaccio Pitti, Galeria da Academia de Belas Artes. Para fechar o dia experimentar a Costela alla Fiorentina, prato tradicional da região."

Roma: última parada na Itália antes de irmos para a Espanha

Voltamos para Roma para conhecer os lugares históricos:

Coliseu: o maior anfiteatro da Roma antiga. Suas ruínas nos transportam aos tempos Romanos e seus gladiadores.

Junto o Arco de Constantino e o Palatino - o maior museu de ruínas a céu aberto

Forum Romano: começa pelo mais antigo o Boarium passando ao Romanum e terminando nos Imperiais.

O primeiro mercado de Roma - o Forum Boarium ou Mercado de Bois

Templo de Hércules Victor e o Templo de Portunus

Escadarias da Praça Espanha

Fontana Di Trevi: não poder deixar de ir para deixar uma moeda e um pedido para voltar a Roma

Caminhar pelas ruas internas da muralha acessando através de uma das inúmeras portas.

Chegando a Via veneto, Piazza Venezia, Piazza del Popolo e outras ruas encantadoras.

Barcelona

"Chegamos a Barcelona, a segunda maior cidade da Espanha, com cerca de 2 milhões de habitantes.

Ficamos impressionados com a facilidade de locomoção e com suas ruas e calçadas largas.

Rodeada por construções do arquiteto Antoni Gaudi sendo a mais famosa o Templo Expiatório da Sagrada Família. Uma obra inacabada que quando pronta terá 18 torres. Somente estando lá é que podemos avaliar a sua beleza.

Também outras obras merecem atenção, Parque Guell, Catedral, Torre Agbar, casa Miló ou La Pedrera, Casa Batlló e para os amantes do futebol o F C Barcelona.

Tem que comer tapas (pequenas porções) na Plaça D´Espana apreciando a vista das Torres Venezianas e a Praça dos Touros.

Melhor cidade da Europa para se viver. Ficamos apaixonados."

Lisboa

"Uma cidade acolhedora e muito antiga. Hábitos e costumes muitos semelhantes aos nossos. E sem falar do Pastel de Belém (uma experiência unica e inesquecível). Também não pode deixar de comer bacalhau em algum lugar tradicional."

Fátima

“Para católicos um lugar de paz espiritual e de orações”

Cidade que vive em função e milhões de turistas que a visita durante o ano.

Para chegar em Fátima é muito fácil. Tem ônibus que sai com frequência de Lisboa, além de ser bem pertinho - bate/volta.

Sintra

"Uma vila localizada na Serra de Sintra bem perto de Lisboa - cerca de 40 minutos.

Centro histórico, Palácio Nacional, Castelo dos Mouros, Palácio da Pena são alguns dos pontos turisticos que valem a pena conhecer. Não podemos deixar de comer um doce tipico da região chamado trouxinha."

Cascais

"Conhecida como a Riviera Portuguesa, Cascais é uma vila perto de Lisboa - cerca de 30 minutos - com cerca de 210 mil habitantes.

Com um clima ameno, não se tem muito a fazer na cidade a não ser apreciar a boa comida, tentar a sorte no Cassino Estoril e conhecer suas praia. Também é legal fazer o passeio turístico ao Cabo da Roca e a Boca do Inferno."

Madri

"A capital e maior cidade da Espanha com aproximadamente 3,5 milhões de habitantes.

Suas principais atrações são:

Gran Via é a principal avenida de Madrid com suas dezenas de restaurantes, lojas e teatros;

Plaza Mayor para contemplar a sua estrutura;

Las Ventas é a maior praça de touros da Espanha;

Palácio Real de Madrid - residencia oficial do Rei da Espanha;

Catedral de Almudena - frente ao Palácio Real;

Parque do Retiro; Porta de Alcalá;

E a famosa Porta do Sol - uma praça no centro de Madrid com a famosa estátua do urso apoiado na árvore. (Não é uma estátua comum pois representa o simbolo da cidade);

Museo do Prado e seu maior acervo de arte esponhola;

Aproveite o passeio para beliscar alguma coisa no Mercado de San Miguel e se bater uma vontade de uma cervejinha, recomendamos o chopp na Cerveceria 100 Montaditos."

#porumavidasemrotina #aventureirosdamelhoridade


193 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com