Buscar

Perdida no Japão: OKINAWA


Todos me perguntam o porquê fui para Okinawa, é simples, amo praia!

A ilha de Okinawa está ao sul do Japão, cerca de 3 horas de vôo de Tóquio e 2 horas de Kioto, a ilha é enorme e tem diversas pequenas ilhas “perto” (cerca de 70km cada uma), a capital da ilha é Naha e as duas outras grandes regiões são Onna e Nago, optei por ficar em Onna por ser mais ou menos o meio da ilha.

Lá a melhor forma de se locomover é com carro, mas tem ônibus para todos os lados, só acaba sendo demorado.

Comprei meus vôos da Peach, que é um empresa lowcoast, não tive problemas!

Primeira coisa, japoneses não curtem praia como nós brasileiros obviamente, vão todos super cobertos, não ficam no sol, não bebem na praia e todas as praias tem uns cercadinhos delimitando onde se pode nadar (esses cercadinho me irritaram bastante, pois eram muito pequenos os espaço para banho!)

Cheguei no hotel de tarde e optei por ficar lá na praia mesmo.

No segundo dia fui para o Okinawa Churaumi Aquarium, que na verdade é um complexo com o aquário gigante, outros menores, recintos com animais, restaurantes e lá está a Esmerald Beach que eu tanto queria ir. Com certeza, vale a ida! Passei o dia na praia e tomei a queimada da minha vida (aí entendi o motivo de todos se protegerem tanto do sol lá).

No terceiro dia, fui a Cape Maeda mergulhar, não havia fechado nada, fui sozinha e na hora fechei com um instrutor que não falava uma palavra em inglês, nos entendemos por mímica e cá estou (sobrevivi), lá é famoso pela Blue Cave, para mim o mergulho na caverna foi aterrorizando, mas no demais foi ótimo haha!

Sem contar a incrível vista de cima do Cape Maeda. Optei por passar a tarde novamente na praia do hotel.

Como já falei no primeiro post, me hospedei no no Rizzan Sea Park Hotel Tacha Bay, um hotel bom, porém achei caríssimo pelo que o hotel oferecia. Os restaurantes eram todas de comida típica, logo não gostei muito, a piscina pequena proporcionalmente ao tamanho do hotel, então estava lotada e achei um absurdo ter que alugar cadeiras de praia no hotel.

Okinawa tem diversas praia que não tive tempo de conhecer, a cidade de Naha tem o Castelo Shuri, que também é Patrimônio da Humanidade pela Unesco, tem memoriais da Segunda Guerra Mundial, mas não os conheci.

Amei minha ida para lá, se for verão e tiver tempo, vale sim!!!!!

Na manhã seguinte já voltei para Tóquio e na mesma noite era meu voo para o Brasil. Como tinha muitas horas no aeroporto fui a um templo em Narita, o Templo Naritasan Shinsho-Ji, que não estava no roteiro e foi a melhor surpresa da viagem, local incrível, uma paz... me apaixonei e vale ir!!!!

OBS: não havia escrito antes, minha ida e volta foram pela Qatar Airways, com conexão em Doha, a ida foi de 28 horas contando a conexão (dormi o caminho inteiro), a volta foram 31 horas (com a conexão) e foi terrível para mim, não dormi, minhas pernas incharam muito, mas estou aqui e pronta para a próxima!

Conclusão final: vá para o Japão! O país é incrível, a cultura, as tradições, a modernidade, o caos...


324 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com