Buscar

Perdida no Japão: Kioto


Havia programado 4 dias em Kioto, mas como sempre, não segui muito meu roteiro.

Cheguei em Kioto, deixei a mala no hostel, de cara conheci um alemão lá e já saímos pela cidade... Kioto, foi a primeira capital do Japão, tem milhares de templos (por isso é bom pesquisar direito onde quer ir), não tem metrô (mas o GoogleMaps foi perfeito para andar e pegar os ônibus) e é com certeza o lugar mais quente que eu já fui (nunca havia sentido tanto calor, como lá rss) e mais cheio também.

Templo Kiyomizu-Dera

Nossa primeira parada foi o Templo Kiyomizu-Dera (paga-se para entrar), na verdade é um conjunto de templos, mas o principal é o de madeira, uma construção do ano 778, Patrimônio da Humanidade pela Unesco, estava lotado, mas pelas fotos dá para ver o quão incrível é. Lá mesmo conhecemos um outro alemão e seguimos a pé para o Santuário Fushimi Inari (não foi a melhor ideia, foram 5km no sol).

German Friends

O santuário tem o templo principal e trilhas montanha acima para muitos templos menores que se espalham por 4 quilômetros e levam aproximadamente. Desde o Japão antigo, Inari (deus do arroz) era visto como o patrono dos negócios, sendo que os mercadores e os artesões tradicionalmente adoravam ao Inari. Cada um dos toriis no Fushimi Inari Taisha foi doado por um ramo dos negócios japoneses.

Vou confessar que não fiz a trilha inteira, começou um temporal e eu voltei para o hostel.

Fushimi Inari Taisha

De noite saí pelas ruas principais Shijo Dori e Kawaramachi Dori, lá tem muitas lojas e restaurantes, jantei as comidas estranhas (para mim foi o mais difícil no Japão: COMER!!! Não como peixe, não como curry e não gosto de comida asiática... mas provei de tudo e sobrevivi rsss).

No segundo dia fui para o Templo Tenryu-Ji de Arashiyama, onde está a floresta de bambu. Esta a cerca de 40min de Kioto de trem, além do templo e a floresta a região é bem legal, cheia de restaurantes e lojinhas (lá comprei alguns souvenirs).

A tarde de volta a Kioto, fui ao Templo Sanjusangen-Do que é incríve (paga-se para entrar)l!!! O templo contém mil estátuas de tamanho real do Exército de Mil Kannons que ficam tanto do lado direito como do esquerdo da estátua principal em 10 fileiras e 50 colunas. Delas, 124 estátuas são do templo original, resgatas do incêndio de 1249, enquanto as restantes 876 estátuas foram construídas no século XIII. (Lá não é permitido tirar fotos, mas peguei uma na internet para ilustrar) –IMPERDÍVEL

Templo Sanjusangen-Do

E não poderia faltar o Templo Dourado – Kinkaku-Ji (paga-se para entrar), é o cartão postal de Kioto. O templo tem 3 andares, sendo os dois superiores cobertos de ouro, e também é Patrimônio da Humanidade pela Unesco. E estava abarrotado de turistas, quase impossível conseguir uma foto, mas esse local tem que ser visitado (OBS: descobri que no Brasil temos duas réplicas desse templo; uma em Curitiba e outra em Itapecerica da Serra).

Kinkaku-Ji

Tive um stress no hostel e como já havia visitado os lugares que mais queria, resolvi ir embora da cidade, fui para estação de trem sem saber para onde ir, estava entre Nara e Osaka, na hora de emitir o bilhete decidi por Osaka e lá embarquei!

Coloquei aqui no post a planilha que eu havia feito com os pontos que desejava ir (nem todos consegui), que pode ser útil!!!

Templo Dourado Kinkaku-ji

Templo Dourado

TEMPLO TENRYU-JI DE ARASHIYAMA E A FLORESTA DE BAMBU

Saga Arashayama

TEMPLO SANJUSANGEN-DO

Templo das Estátuas

TEMPLO KIYOMIZU-DERA

Templo Budista Madeira Penhasco

Rua Hanami Koji (boa para souvenirs)

SANTUÁRIO FUSHIMI INARI

Templo entrada luminárias vermelhas

PALÁCIO IMPERIAL DE KYOTO Ginkaku-ji

Pavilhão prata (não é prata)

Nishiji Market

Parque Maruyama-koen

Bairro de Gion

Passarela das Gueixas/ Rua Hanami Koji

Templo Kiyomizu-dera

Templo Ryoan-ji

Jardim areia japonês gigante

Castelo Nijo

Centro


34 visualizações

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com