Buscar

Viajar a trabalho pode ser bem legal


Desde que eu me conheço por gente grande, viajo a trabalho. Quando eu era estagiária, passava mais tempo no RJ do que em SP (fazendo evento para a empresa que eu trabalhava) – o que não me ajudava muito porque eu tinha que ir para a faculdade (e falta me fazia repetir de ano). Por sorte (e muita ajuda das minhas amigas) consegui passar por alguns meses sem falta, mas no 2º semestre dessa vida louca de eventos, meus professores já não queriam mais que eu faltasse (mesmo que eu fizesse todos os trabalhos e fosse bem nas provas). Então tive que abandonar meu trabalho (e trocar por algum estágio mais “tranquilo”). O que não foi totalmente ruim, porque viajar é ótimo, mas ESTUDOS em primeiro lugar ne?

Depois de algum tempo de efetivada resolvi trabalhar em uma startup no Brasil, com sede em SP e com operação de vendas no país todo. Conclusão: quase não parava em SP. Tinha que orientar a equipe de vendas e dar treinamento para os promotores. Sabe qual foi a minha estratégia? Todas as reuniões e treinamentos no começo da semana (seg e ter) ou final da semana (qui e sex). Assim, sempre conseguia dar uma esticada na cidade que eu estava pelo final de semana (claro que o final de semana era por minha conta). Com isso conheci quase todas as capitais do Brasil (Florianopolis, Curitiba, Porto Alegre, Maceió, Salvador, Recife, Brasília, Goiânia, etc). E nesse meio tempo, participei de 2 convenções na sede da empresa (Califórnia – Los Angeles). Na 1ª vez, fiquei 5 dias para a reunião e voltei. Na 2ª, como eu tinha direito a férias, negociei emendar 10 dias depois (e aproveitei a passagem de volta que a empresa teria que me pagar de qualquer jeito). Depois de 2 anos, a empresa acabou no Brasil e essa minha vida doida também. Dei um tempo de trabalhar (no meu ano sabático) que não foi muito diferente de ir para lá e para cá toda hora.

E agora, estou em uma companhia aérea. Como diria minhas amigas: “Não poderia ter lugar mais perfeito”. Mas para quem acha que eu vivo viajando, não é verdade - tirando que eu tenho que ir muitas vezes para o Chile a trabalho (matriz). E de vez em quando... dá para aproveitar o final de semana em algum destino pertinho (ainda não tive nenhum feriado prolongado).

Mas o que quero dizer é que hoje em dia está cada vez mais normal essa mobilidade. Um dia você está no escritório, outro dia você está na praia acompanhando uma ação, um vendedor, um processo, ou seja lá o que tenha a ver com a sua profissão. Outro dia te enviam para uma reunião global no país da matriz (que geralmente não é o Brasil) ou te enviam para uma feira na Alemanha. E sim, tem muita parte boa em “viajar a trabalho” e dá para aproveitar sim (nas horas vagas).

Algumas dicas de como aproveitar a viagem a trabalho:

- Aproveite a cama do hotel (geralmente as empresas colocam seus funcionários em hotéis bons (pelo menos eu sempre fico em hotéis melhores do que escolho para as minhas férias e AMO cama de hotel. Entao aproveito muito para dormir).

- Vá na academia. Em SP eu tenho um pouco de dificuldade de ir na academia... nunca chego no horário, tenho preguiça. Quando eu viajo, aproveito a rotina diferente e o hotel que estou hospeda e volto para o exercício (sim, eu viajo muito)

- Para quem não dorme no avião (tipo eu): coloque a vida em dia!! Eu geralmente respondo e-mails (sim, sou workaholic rs). Mas é que na verdade é o único momento que consigo parar e ver o que está pendente. Não precisa ser temas do trabalho. Pode ser ler um livro, ver um filme, organizar uma viagem, escrever um blog (tipo o que estou fazendo agora... porque estou em um voo para Santiago e já não tinha mais o que fazer para me distrair).

- Mas se você consegue dormir... coloque o sono em dia. Não tem coisa melhor do que dormir com o balanço do avião.

- Jantares gastronômicos: para quem gosta de comer é uma boa oportunidade de conhecer os restaurantes do local. Por mais trabalho que tenhamos, hora do jantar qualquer um tem (seja sozinho ou com a equipe do trabalho). Se nunca esteve no local, peça sugestões para os locais ou procure naqueles guias de viagem. Se vai sair com o pessoal do trabalho, fale onde tem interesse de ir.

- Nas horas vagas, geralmente a noite, aproveite para conhecer pontos turísticos (se quiser). Por exemplo, outro dia em Santiago eu resolvi ir no Sky Costanera antes do jantar (que nunca tinha ido)

- Se possível (e se a empresa permitir), emende os finais de semana (por sua conta hotel, comida, passeios, etc). Tem muitos lugares que é possível conhecer e ficar por 2 dias. Um dia eu estava em Salvador e passei o final de semana em Morro de São Paulo (não deu para conhecer tudo, mas deu para descansar e conhecer um lugar novo)

- Encontre seus amigos que vivem no local. As vezes vamos para locais que temos amigos. Aproveite e marque jantar, café, seja lá o que der. Mas aproveite esses momentos para colocar o papo em dia (quando eu vou ao RJ, sempre faço isso porque tenho muitas amigas por lá).

Ou seja... depois de alguns anos nessa vida de viajar a trabalho... eu ainda não cansei. E ao contrário do que muita gente diz: Viajar a trabalho é bom demais... e pode ser muito legal!

#porumavidasemrotina


0 visualização

© 2023 by Going Places. Proudly created with Wix.com